?

Log in

HunterxHunter 325



Eu não consigo entender o porquê desses blogs brasileiros de mangá que normalmente fazem comentários semanais dos mangás da JUMP, nunca, em nenhum momento citarem HunterxHunter. Digo, One Piece, Naruto e Bleach são os grandes carro-chefes da revista sim (ok, eu trocaria Bleach por Toriko), mas eles estão longe da fase áurea que tanto os envolve. 
Na minha humilde opinião, nos últimos tempos somente dois mangás passam por arcos realmente interessantes na JUMP: Bakuman (que é sempre elogiado, mas existem poucos desses comentários semanais) e HunterxHunter.

Sim, os 7 anos de pausa no mangá valeram MUITO a pena.

Proibido no twitter...

Dá série de twitts que não podem ser twittados:

"Você sabe que sua vida sexual está comprometida quando o principal motivo para se comunicar com homens é conversar sobre um único outro..."

Adoro a ideia desse LJ ser escondido das pessoas que pessoalmente me conhecem...

Tags:

Está tudo bem

 E quando a situação é tão desastrosa que nem você tem mais esperanças que será do jeito que deseja, mas ainda tem toda a necessidade de ouvir:  "está tudo bem, espere pacientemente. Ele teve um acidente sério de carro, foi por isso que ele ainda não te ligou..."

Tags:

Fail me

E pensar que o ponto alto do meu dia foi receber o RT do @USPdepressão: http://bit.ly/g4hu9x

Ps: só pra turbinar essa confissão da minha humilhação chamada vida, devo dizer que realmente mudou meu dia, não sei dizer se pra bem ou mal...

Tags:

Poliana's feeling

Estou num momento de, como podemos dizer, felicidade pura e abissal. Uma música permanente toca na minha cabeça e tudo em volta parece dançar de acordo o ritmo .A cidade está mais colorida, as pessoas mais harmoniosas, as alegrias são constantes, mesmo andar os 100m da estação do metrô ao trabalho parece um passeio que vale a pena. O sorriso se abre quando recebo qualquer mensagem dele, as palpitações são mais forte quando vou encontrar com ele, o telefone toca mais alta quando é ele quem liga. Pensar nele já me faz completa.

Mas existe um distúrbio, um pressentimento, um pause na minha música mentalmente harmoniosa que coloca meus pés no chão.

Um di conversei com uma grande amiga. Ela me contou sobre o começo de seu namoro e como tudo parecia inexplicavelmente bem, sem problemas, sem bipolaridade, sem um único término por um motivo explicável somente imáginário coletivo masculino. Até a sogra parecia um ser humano. A priori duvidamos muito da situação e concluimos que o futuro dela ainda seria muito mais penoso que imaginávamos.

A verdade que sempre acreditei que nada fosse muito pleno, principalmente quando estou curtindo muito a situação. Não acredito que é pessimismo (sou até otimista demais), mas deixei a muito tentar ter esses poliana's feelings. Tentar ver sempre um ângulo positivo em tudo me fez mais miserável do que deveria ser. A verdade me mantém sóbria e menos alienada, eu que sempre sonhei e falei sozinha.

Eu ainda dou gritos e pulos de felicidades depois de cada conversa, ainda abro o sorriso por cada mensagem, ainda tenho palpitações aliadas a minha pressão baixa e princípios de desmaios dentro de metrô porque vou vê-lo, mas agora eu me lembro que a sistema da base de dados irá cair, que o chefe terá outro xilique de duas semanas pra assinar meu contrato, que apagarei todos os emails que provavelmente usarei no futuro por falta de espaço na caixa de entrada, que aquele trombadinha virá em minha direção no caminho que farei do trabalho para o metrô, que chegarei em casa e ouvirei como sou uma inútil e bagunceira. Então darei um suspiro de satisfação com essa união perfeitamente harmoniosa entre minha felicidade e minha realidade.

Tags:

Reaprendendo a usar o LiveJournal (2)

Estava eu, dando uma breve lida em blogs alheios de pessoas não tão alheias assim, e surgiu uma súbita vontade de escrever. Então lembrei que bem escondidinho, meu LJ olha por mim como um pequeno cachorro, carente, mas muito obediente, esperando atenciosamente que eu vá usá-lo.
Mas, qual foi minha grande surpresa em ver:

1. O LJ journal mudou, desde a página principal, aos profiles e ao design do layout. Tem versões novas e muitos users de bom coração, capazes de fazer um layout decente para você (deve ter mudado umas 5 vezes, maaas deixapralá);
2. Não lembro quase nada de HTML a ponto de quase escrever o post em RICH TEXT 8D~~~;
3. Não lembro dos códigos do próprio LJ (MEEEEEOO, não sei como fazer um LJ-CUT ou colocar aquele homenzinho do usuário T-T);
4. Descobri que o LJ não tem aquela gagdet maravilhosa do twitter.com/, só uns resumo muito esquisitinhos dos twitts que você fez ao longo do dia;
5. E o mais aburdo de tudo: QUE PORRA É ESSA DE MERCHANDISING BARATO NOJENTO NO MEU LJ SE MINHA CONTA É GRÁTIS?!?!?!?!?! (EU QUERO MEUS 15 ICONS JÁ!!!!)

Eu amo o LJ. Mesmo com poucas pessoas que conheço usarem, mesmo com meu parco conhecimento, mesmo com todas as dificuldades, eu AMO o LJ. Sei que é pioneiro em muitas ferramentas, hoje usadas no Blogger, no Wordpress, sei que possui comunidades completas sobre os mais diversos assuntos, sei do design e layouts lindos. Mas não me faça desistir antes de começar...
'
Well, muitas surpresas e mudança de layout pra um post só ¬¬'...

Ps: sim, consegui deletar meu próprio post. Não liguem se o virem duas vezes -_-'. Haha, além de não saber usar o LJ, esqueci meu louva´vel hábito de salvar o que eu escrevia em txt -_-'.

Tags:

Final de 2008 parte b

Neste exato momento estou fazendo meus trabalhos acadêmicos (final de semestre, essa bosta sempre acumula), e por incrível que pareça, resolvi fugir voltar a minha antiga função de escrever no meu esquecido LJ. Grande parte dos meus trabalhos é sobre quadrinhos, e estou com preguiça de fazê-los mesmo assim 8D~~~ (tive até ajuda da Valéria Fernandes do Shoujo House).

Pensem como uma volta triunfante. Quem sabe daqui alguns meses eu escreva alguma outra coisa 8D~~~.


Alguém me dá =D?
http://carros.uol.com.br/album/honda_newlife_album.jhtm?abrefoto=10
Se possível o Laranja =P.

A política é uma MERDA!

http://www.revistapiaui.com.br/artigo.aspx?id=577


Eu fui!
O tema era basicamente, "Por que fazer humor com uma coisa tão chata como política?" em que os quatro cartunistas (Angeli, Laerte, Gualhardo, e mediação de Caruso) debatem (ou não, no caso do Gualhardo) o que é escrever sobre política de uma maneira tão irônica e eficaz.


Adoro Angeli, suas divagações sobre cada pergunta e todas as vezes (e não foram poucas) que perguntou: "Qual era a pergunta mesmo?", não gosto tanto do Laerte, mas achei fantástico o "côco do cachorro", tenho horror as tiras de Caruso, mas até que ele é um mediador grosso que cortava quando deveria... e, bem, Gualhardo foi pisoteado o debate inteiro xD!


Tem o vídeo do debate no link, vejam se puder.


Ps: nunca me senti tão arrependida de não ter uma câmera ¬¬'

Tags:

Depois da tempestade...

Photobucket

De vez em quando alguma coisa dá certo...

Tags:

Amiudando...

Do verbete do pai de todos nós, vulgo dicionário:


"Amiúde:
do Lat. adminutim; adv., repetidas vezes; com frequência; freqüentemente."


E é isso que esse LJ irá conter: o que freqüentemente* eu penso, vejo, escuto, leio, interesso-me, desgosto, amo. 
O que amiúde eu vivo.  



 






*e usemos trema enquanto pudermos!

Tags: